Chegamos à Europa!

Chegamos enfim à Frankfurt! Eram 13:50h! Descemos super animados do avião (e doidos pra esticar as pernas!) Antes de nos encaminharmos pra conexão passamos pela imigração. Uma alemã com cara de bunda de quem comeu strudel estragado começou a me fazer várias perguntas (todas de rotina, tudo bem), e eu respondi com delicadeza e paciência, mas o melhor foi quando ela perguntou: 

– Por que viajar pela Europa?

– Ué?! Pra fazer turismo, moça! É a nossa lua-de-mel! 

Ela me lançou um último olhar entojado com cara de quem tinha certeza de que éramos imigrantes-ilegais-mentindo-descaradamente-pra-roubar-os preciosos-empregos-de-seus-compatriotas, mas apesar do semblante “ass-face” ela carimbou os nossos passaportes e nós entramos oficialmente na Europa.



Nossa conexão pra Roma estava marcada para as 15:50h. Aí você pensa: “Duas horas? Nossa! Muito tempo!” Ahaaam! Assim que descemos do avião, procuramos nos informar com a equipe de “solo”. A mocinha alemã nos indicou um determinado terminal e portão, e disse o famoso “basta seguir por ali”. O problema é que esse “por ali” é quase tão longo quanto a estrada de tijolos amarelos que a Dorothy teve que pegar pra chegar em OZ! O aeroporto é GIGANTE! Tão grande que vira e mexe passava um carrinho por nós (parecido com um carrinho de golfe) com pessoas e malas. Supomos que deveria ser um serviço pago pra quem não quer andar os centos quilômetros até o portão de embarque. (Outra vez a história de “gente rica” ;p)


Quando percebemos que estávamos MUITO longe do nosso portão de destino, desatamos a andar rápido como dois malucos! O Mck me achou um pouco exagerada, mas eu sou a paranóica do horário em aeroporto, e considerando qualquer outro imprevisto, achei melhor a gente meter o pé mesmo! No (longo) caminho, ficamos muito mal impressionados com pequenas cabines espalhadas ao longo dos corredores. São cabines da CAMEL, para fumantes. Pequenos fumódromos que fediam muuuito só de você passar perto! Ok… Dessa maneira os não-fumantes estão protegidos da fumaça maligna indesejada, mas a visão daquelas cabines onde as pessoas entram pra se acabar de fumar, não é muito agradável pra quem é anti tabagismo.

Chegamos ao portão indicado… Ufa! Relaxamos um pouco. Algum tempo depois, o horário de embarque se aproximava e nada acontecia no balcão onde já devia estar ocorrendo uma movimentação. Ninguém pra informar! Começou a me dar um certo pânico. Deixei o Mck sentado perto do suposto portão e saí pra procurar algum stand da LUFTHANSA. Claro que o primeiro que eu achei ficava beeem longe de onde nós estávamos! Rs Faltando menos de 15 minutos pro embarque, descobri que haviam mudado o portão (igualzinho aqui, pessoal!), e lá fomos nós esbaforidos em busca do novo (e bem longe dali) portão! 

Achamos!!!!!

Quando estávamos tranquilos e já embarcando no avião, nos demos conta de que estávamos em poltronas separadas (!!!!) Oi?? Quando você liga pra marcar passagens pra DUAS pessoas viajarem juntas, não deveria ser meio óbvio que elas gostariam de viajar juntas?! Pois é… aparentemente não é tão óbvio assim. Então, quando forem comprar as suas, fiquem atentos à marcação das poltronas dos vôos de conexão. 

 Sorvolano la bella Itália!

Tudo certo! Estávamos dentro do avião a caminho de Roma. Agora era só relaxar e admirar a linda paisagem. Roma, stiamo arrivando!



Comente!
  • Ai que delícia… dentro em breve nos encontramos… 🙂