Dia 13 – Entre avelãs e velibs.

Paris, segunda-feira, 8 de Julho de 2013.

Segunda-feira… Tudo novo de novo…? Talvez, mas não em Paris!

Depois da aula fui direto pra casa. Precisava lavar roupa, ir ao mercado, e preparar algumas coisas. Na ausência de amendoim moído (farinha de amendoim), comprei farinha de avelã e fiz uma “avelãzinha” – prima francesa do Cajuzinho!

10 colheres de sopa de farinha de avelã, 1 ou 2 claras de ovo, 1 colher de sopa de cacau em pó, e adoçante a gosto. Basta misturar tudo, enrolar, e passar num prato com cacau ou farinha de avelã. Como usei toda a minha farinha pra fazer a massa, passei no cacau mesmo. Não precisa de forno nem de geladeira: misturou, enrolou, tá pronto! É uma delicia e bem mais saudável do que comer um chocolate, por exemplo. Qualquer dia eu filmo a receita! 😉

A tarde foi a mais quente de todas, e no final dela, ou seja, as 21h, saí pra andar de velib.

Peguei a Rue Brun, depois o Boulevard de l’Hôpital, e cheguei ao Sena. Não sei explicar direito por onde fui, mas saí explorando, e fiquei impressionada com a quantidade de pessoas à beira do Rio numa segunda-feira a noite.

Continuei de bike até a altura da Pont Royal. O céu estava rosa, e um ventinho frio (mas muito bem-vindo) soprava gentil.

Quando larguei a bike, tinha um casal com algum tipo de “questão” com o velib. Me ofereci pra ajudar e ouvi um “anglais seulement”. Ok… Não sou francesa, entao não me incomodo, mas acho muito bizarro as pessoas não dizerem nem um “Bonjour” (considerando que teoricamente, pra eles, eu era “local”.)

Continuei andando pelo Quai Voltaire me sentindo em uma pintura impressionista… O rio, os prédios, o ceu… Uma profusão de cores e sensações. Em 2011 fiz esse mesmo caminho, mas não sozinha, com o meu amor. E a memória daquela tarde em que vi a Totre Eiffel de perto pela primeira vez surgiu fresca e suave, como um carinho gostoso que a gente ganha no rosto de alguém que a gente ama…

Fui até a Ponte Alexandre III e decidi pegar o metrô École Militaire pra voltar. Ja eram quase 23h e eu não tinha nem feito o dever de casa. Quer dizer, o do curso, porque o do dia de hoje estava feito… e refeito!

20130716-011353.jpg

20130716-011421.jpg

20130716-011440.jpg

20130716-011504.jpg

Comente!